Workshop discute novas oportunidades de negócios para laboratórios

Aprovação de Balanças – Novas Oportunidades para Laboratórios. Este foi o tema do Workshop promovido pelo Sibapem no último dia 25 de agosto, na sede da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp). O evento discutiu o novo modelo de negócio para a rede de laboratórios destinados a aprovação de modelos de balanças e instrumentos de pesagem não automáticos.



Durante a abertura o presidente do Sibapem, Fernando Filizola, destacou o trabalho do diretor da Dimel/Inmetro, Luiz Carlos Gomes dos Santos. “É um trabalho bastante inovador, arrojado e que tem conciliado novos regulamentos com a revisão de regulamentos já existentes. Está ocorrendo a necessária atualização e modernização nos regulamentos tanto na parte eletrônica quanto na de software”.
Para Filizola o evento superou as expectativas, pois foram abordados pontos críticos da estrutura do Inmetro de forma bastante transparente, já trazendo caminhos para soluções. A grande participação dos laboratórios acreditados das regiões Sul e Sudeste também foi um ponto considerado importante. “Acho que tivemos uma plateia de mais de 80 pessoas que permaneceu o dia todo. Foi uma oportunidade única onde os presentes puderam ter acesso direto tanto à diretoria da Dimel, quanto das chefias responsáveis por todos os assuntos que envolvem balanças, segurança de software e ensaios de campo eletromagnético no Inmetro. E todos responderam de forma objetiva e clara”.
O diretor da Dimel, Carlos Gomes dos Santos ressaltou que o evento é fundamental para a intenção do órgão de sensibilizar os empresários de laboratórios a buscarem o processo de acreditação nas áreas da metrologia legal. “É um mercado em expansão, vai crescer bastante, as oportunidades são muito grandes. É bom para o Inmetro porque consegue passar essa atividade para a iniciativa privada, que é nosso objetivo. É bom para os laboratórios porque é uma oportunidade de negócio e é bom para os fabricantes de instrumentos de medição porque eles vão ter os seus processos analisados com mais facilidade. Por uma questão natural a iniciativa privada tende a ser mais eficiente do que o serviço público, então tendo a oportunidade de buscar esses processos vai ser muito mais rápido. A vantagem é para todos”.
O presidente da Rede Metrológica do Estado de São Paulo (Remesp), Celso Scaranello também ressaltou a importância do evento. Segundo ele, a Remesp como rede metrológica do estado tem por objetivo levar o conhecimento da metrologia legal para todos os laboratórios e para toda a comunidade. Logo, um evento como o do Sibapem, afirma,  é muito importante para traduzir as preocupações das indústrias que fabricam esse tipo de equipamento em ações concretas. “Os laboratórios que fazem parte desta rede certamente estarão apoiando essa iniciativa do Inmetro junto com o Sibapem”.
Scaranello explica que os laboratórios ainda não estão preparados para esse processo. “É um trabalho de desenvolvimento que vamos ter que trabalhar com muita intensidade para que possamos construir um formato que possa contribuir para que esses modelos possam ser aprovados rapidamente e colocados no mercado”.
A segunda parte do evento discutiu os escopos, ensaios e custos para montagem de um laboratório para ensaios e apreciação técnica de modelo de balanças (IPNA), as inovações tecnológicas, software em balanças, ensaios em EMC e o Programa de Acreditação.
Fonte: Sibapem