terça-feira, 4 de setembro de 2018

Balança para fiscalização de excesso de peso já está em funcionamento em Campos

A balança para fiscalização de excesso de peso em veículos de carga nas rodovias federais que contam o município de Campos já está em funcionamento. A entrega da obra à Polícia Rodoviária Federal (PRF) aconteceu nesta terça-feira (28/08), ocasião em que já foi aplicada uma multa.




O posto de pesagem foi construído no Km 78 da BR-101, em frente a Posto Lagamar da PRF, após assinatura de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) entre o Ministério Público Federal (MPF), o órgão fiscalizador e sete empresas que mais infringiram a norma de tráfego.

“Em 2014 procuramos o Ministério Público Federal, pois as multas aplicadas aos veículos de cargas não estavam sendo suficientes para coibir esse tipo de crime. A partir daí, o Ministério se reuniu com as empresas que tinham mais multas e assinaram o acordo”, explicou Weber Boroto, chefe da 8ª Delegacia de Polícia Rodoviária Federal.

Com a viabilização da balança, a PRF poderá realizar fiscalização direcionada para verificação de excesso de peso não apenas no trecho onde está instalada, mas em outros pontos da rodovia. “Quando fizer a fiscalização e verificar o excesso de peso, o veículo será conduzido à balança. Confirmando o excesso será expedida a multa e o veículo encaminhado para o pátio onde ficará apreendido até fazer o transbordo do excesso da carga”, explica.

Ao todo sete empresas participaram do TAC, tendo uma delas disponibilizado R$ 400 mil empregado na obra. “Além da balança, com o excesso de multas ainda foi possível a doação de um veículo para a PRF e outros benefícios”, disse Boroto.

O combate ao excesso de carga resulta em vários benefícios não só estrutura da rodovia, mas como também aos usuários. “O excesso de peso reduz em dois anos e meio a vida útil de um pavimento cuja previsão é 10 anos”, explica Weber acrescentando que “Além disse quando um veículo não tem como fazer uma planagem podendo se envolver em um acidente. Outro ponto negativo são os problemas mecânicos, como o pneu recauchutado que pode soltar a bandagem e o objeto atingir algum veículo provocando acidentes”, observou o chefe da PRF.

Fonte: Ururau