quinta-feira, 21 de fevereiro de 2019

Balança na fazenda é crucial para desenvolver a pecuária



O olho do dono pode até engordar a boiada, mas quem afere todos os números é uma boa balança instalada no mangueiro da fazenda.


Há em execução atualmente no Brasil dezenas de aplicações diferentes de softwares e hardwares em coleiras, brincos e balanças inteligentes que geram informações capazes de elevar a produtividade e diminuir o custo de criação de bovinos. Nas propriedades de corte, as “dores” do segmento são mais sofisticadas, mas não menos aflitivas. Uma das questões mais comuns ainda é: o quão pesado um boi precisa estar para fazer valer seu custo de produção?


Chega um momento em que a dieta não acompanha mais a evolução do peso do animal, então ele tem que ser abatido [para não dar prejuízo]. É com esse tipo de questionamento que nos embasamos para afirmar o quão é importante uma balança dentro do processo pecuário.

Importância da balança na fazenda


O desenvolvimento e avaliação do desempenho nutricional, manejo e, por fim, os resultados são feitas através das pesagens regulares e controle zootécnico dentro dos processos diários que são desenvolvidos na fazenda. “A pesagem de bezerros, por exemplo, é extremamente importante para verificar o desempenho ano após ano das safras que produzimos, avaliar a diferença entre filhos de touros distintos e filhos de touros de raças distintas, dessa forma nós conseguimos gerar informações ricas para as tomadas de decisão dentro da fazenda. A balança também nos auxilia a escolher animais que vão entrar em reprodução, para que nós possamos, por exemplo, selecionar fêmeas de acordo com o peso de interesse, não apenas de forma subjetiva, no olho” – Alvaro Fortunato, sócio-diretor da Personal PEC.

A balança é indispensável para gerar resultados na fazenda


“Independente se você comprará uma balança mecânica ou eletrônica, o importante é medir, se você quer melhorar desempenho, fazer uma relação custo beneficio de uma suplementação, ver se um lote de engorda está te dando lucro ou não, você precisa medir e a balança sem dúvidas é uma ferramenta que nós temos disponíveis para fazer essa mensuração do desempenho.” – Giulian Rios, pecuarista. 

“A partir do momento que a gestão pecuária se fez presente na fazenda, a balança se tornou algo essencial em nosso dia a dia. No meu caso, que trabalho com cria, é de suma importância saber o peso dos bezerros em várias etapas na fazenda, principalmente na venda. Por isso, hoje peso regularmente os bezerros e consigo fazer uma projeção de quando vou poder vender esse animal. Ano passado, conseguimos vender os bezerros antecipadamente, com isso tivemos uma venda com preço melhor de mercado e aliviamos as vacas mais cedo. Essa foi uma estratégia definida simplesmente por ter os números exatos na mão, números obtidos pela balança instalada no mangueiro” completou Giulian.

O Brasil é um país em que as pessoas acham muito, observam pouco e não medem praticamente nada.


Pecuária: Balança mecânica x balança digital


A balança mecânica lhe tomará um certo tempo, pois seus são coletados manualmente. Com boas alternativas disponíveis no mercado, destaca-se a Coimma, maior empresa brasileira do setor, que comercializa balanças mecânicas de fácil instalação no curral. São equipamentos precisos, resistentes e duráveis. Uma vantagem das mecânicas, que normalmente têm um custo menor, é que você pode optar por comprar o kit de conversão eletrônico, alternativa para capacitar a balança mecânica existente para leitura digital (ou funcionamento eletromecânico) e para acesso à informatização, com todos os benefícios dessa tecnologia.

Diferença entre balanças: Mecânica x Eletrônica.


As balanças eletrônicas são de fácil uso, podem ser conectadas em dispositivos móveis e garantem a agilidade e exatidão na hora de pesar o gado. No caso da Coimma KM3-N, ela tem display LCD com fácil visualização do peso e teclado de membrana, agora com função específica de estatística: número de animais, peso médio e peso total da sessão de pesagem. Você ainda pode optar por uma nova tecnologia que vem sendo implementada nos campos brasileiros, com o nome de Balpass. A balança que permite a pesagem do gado no pasto em tempo real. Balpass / Foto: Divulgação

Importância da balança no ganho médio diário (GMD)


Antonio Chaker Neto, autoridade em Gestão do Agronegócio e escritor do livro “Como ganhar dinheiro na pecuária: Os segredos da gestão descomplicada” também falou sobre a importância da balança. “Podemos resumir a profissionalização da atividade pecuária em bater metas e, basicamente, existem quatro grandes aspectos que definem o lucro de uma fazenda. O primeiro aspecto chama-se “desembolso”, que é quantos a fazenda gasta por cabeça por mês; o Ganho Médio Diário (GMD), o componente técnico de maior impacto dentro da atividade, muito maior que a própria lotação; e por último vem o valor de venda”.

Como aumentar o lucro da fazenda?


Consigo aumentar em R$ 100 o lucro por hectare de uma fazenda? Para isso você precisará fazer as seguintes operações em sua fazenda:
  • vender 1@ por R$ +17;
  • precisará gastar R$ -7,75/cab/mês;
  • precisará aumentar 0,49 UA/ha;

Ou pode ainda, – aí vem a importância da balança – alterar o ganho médio diário (GMD). Para isso precisará aumentar +46g/cab/dia, ou seja, faz muito mais sentido trabalhar para aumentar somente o ganho médio diário do que fazer todas as outras três operações acima citadas.

O gerenciamento dos dados e informações da fazendo só vem de uma excelente medição


“A pecuária moderna é feita nos detalhes. Antigamente, quanto tínhamos um outro cenário, até existia uma regra que ‘pecuária era segura e não dava prejuízo’. Tendo isso como base, não há como liderar um negócio sem mensuração, sem agrupar as métricas financeiras, produtivas, reprodutivas e dados como: peso, mortalidade, lotação, fertilidade, perda pré-parto, taxa de desmame, relação de desmame e quilo de bezerro desmamado por vaca exposta” – Antonio Chaker Neto.

D.I.C.A. Valiosíssima do Chaker


Chaker ainda dá uma dica valiosa que resume bem a gestão eficiente de fazendas nos dias de hoje. Qual que é a dica? “D de dado, I de informação, C de conclusão e A de atitude. Então eu tenho um dado (peso exato, extraído através da balança), temos a informação (ganho de peso), uma conclusão (animal está abaixo ou acima da meta estipulada) e, por fim, preciso tomar uma atitude que é a correção ou manutenção da estratégia produtiva. Dado, Informação, Conclusão e Atitude” conclui Chaker.

Veja ainda:

Nenhum comentário:

Postar um comentário